Psicologia

O Curso

A palavra psicologia vem do grego psique (alma/espírito/mente) + logos (estudo). O cenário atual para a profissão de psicólogo é de transformação e ampliação de perspectivas. O curso de Psicologia da Faculdade Santa Lúcia busca participar da concretização de um novo projeto para a profissão – o do compromisso social.

A formação do psicólogo, pautada pelo compromisso social, permite uma ampliação da participação da psicologia na sociedade, um maior reconhecimento da profissão e o fortalecimento de seus campos de atuação.

A intervenção dos psicólogos nos sistemas institucionais permite prever os rumos do processo de construção da profissão atualmente.  Certamente sua participação será cada vez mais ampliada na sociedade brasileira ao consolidar ações de construção e atualização de referenciais teóricos e técnicos; qualificação da prática; inserção e instrumentalização profissional, firmando parcerias interinstitucionais em diferentes campos do fazer psicológico, tais como:

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 10 semestres

Área de atuação

  1. Atuação no Sistema Único de Assistência Social (SUAS);
  2. Atuação com crianças e adolescentes em situações de violação dos direitos humanos;
  3. Participação de psicólogos em conselhos tutelares e conselhos de defesa dos direitos da criança e do adolescente e em movimentos da sociedade civil;
  4. Qualificação dos psicólogos que atuam na educação;
  5. Contribuição da Psicologia da Educação na luta pela educação inclusiva;
  6. Participação dos psicólogos no controle social da educação;
  7. Atuação dos psicólogos em ações decorrentes de emergências e/ou desastres;
  8. Prática renovada na área da Psicologia Organizacional e do Trabalho, considerando as mudanças aceleradas no meio empresarial e na sociedade;
  9. Atuação na promoção da qualidade de vida e na humanização das relações de trabalho;
  10. Presença e contribuição dos psicólogos nas políticas públicas, criando e implementando ações de prevenção, educação, mobilidade urbana, cidadania, segurança, controle social da saúde, órgãos de controle, dentre outras;
  11. Atuação do psicólogo no sistema da justiça e segurança pública, elaborando referências para essa atuação;
  12. Atuação dos psicólogos nos processos de mediação;
  13. Atuação do psicólogo no Sistema Único de Saúde (SUS) e fortalecimento das residências multiprofissionais;
  14. Atuação do psicólogo na melhoria da qualidade de vida do ser humano, intervindo em hospitais; programas de saúde do trabalhador; seguridade social, dentre outras;
  15. Atuação do psicólogo em práticas psicoterápicas;
  16. Atuação do psicólogo no sistema prisional;
  17. Compromisso com os direitos sociais – psicologia e direitos humanos;
  18. Compromisso com os direitos sociais – democratização da comunicação, inclusão do idoso e pessoas com deficiência, diversidade sexual, questões de gênero, raça, dentre outras.

Desse modo, salienta-se a crescente inserção e atuação da psicologia na sociedade e a ampliação do mercado de trabalho para o psicólogo, não deixando de lado a consolidação das tradicionais áreas de atuação da profissão.

Em sua missão, sempre fiel aos princípios definidos pelas diretrizes curriculares, o curso pretende promover:

  1. construção e desenvolvimento do conhecimento científico em Psicologia;
  2. apreensão da amplitude do fenômeno psicológico em suas interfaces com os fenômenos biológicos e sociais;
  3. compreensão da complexidade e multideterminação do fenômeno psicológico;
  4. compreensão crítica dos fenômenos sociais, econômicos, culturais e políticos do País e do mundo;
  5. atuação em diferentes contextos tendo em vista a promoção da qualidade de vida dos indivíduos, grupos, organizações e comunidade; respeito à ética em todas as relações e aprimoramento contínuo.

O Curso de Psicologia acompanha o objetivo preconizado pela entidade mantenedora quanto à posição de excelência que pretende ocupar no cenário da educação superior brasileira.

Ao investir em um modelo de formação diferenciada pela qualidade, tem o curso como objetivo geral oferecer, à sociedade, profissionais preparados para gerar e gerir conhecimento, e para atender às demandas do mundo contemporâneo no que diz respeito:

  • ao multiculturalismo;
  • ao uso da tecnologia;
  • ao desenvolvimento de habilidades relativas ao trabalho;
  • à humanização da ciência e à sua aplicação consciente,

Formando psicólogos generalistas com visão abrangente e crítica da Psicologia e de sua realidade social. O que se tem como meta é formar profissionais hábeis e competentes capazes de atuar nos mais diversos segmentos da sociedade, sempre amparados pela ciência, pela ética e pelo compromisso social.

O profissional formado no Curso de Psicologia deve estar capacitado a agir de maneira crítica, reflexiva e ética nos mais variados campos de atuação. Utilizando os conhecimentos teóricos e técnicos adquiridos/construídos no decorrer do curso, deve dominar as teorias psicológicas e o conhecimento de áreas que embasem o desenvolvimento de novas tecnologias de intervenção social, pautadas na inserção social e na pesquisa.

O profissional deve contribuir para o desenvolvimento de seres humanos cidadãos, conscientes de sua inserção e responsabilidade social, através da compreensão e da problematização privilegiando novas formas de intervenção sobre as demandas populacionais.

Em suma, o profissional egresso da Faculdade terá:

  1. compromisso com a construção e o desenvolvimento do conhecimento científico em Psicologia;
  2. compreensão da especificidade dos fenômenos e processos psicológicos e dos múltiplos referenciais teóricos e epistemológicos;
  3. interlocução com campos de conhecimento para apreender a complexidade e a multideterminação do fenômeno psicológico, em suas interfaces com fenômenos sociais e biológicos;
  4. aptidão para atuar em diferentes contextos de inserção profissional, com postura crítica frente aos contextos macrossociais, tendo em vista a promoção dos direitos humanos e da qualidade de vida dos indivíduos, grupos, organizações e comunidades;
  5. compromisso com a ética no que diz respeito às relações com usuários, com colegas, com o público e na produção e divulgação de pesquisas, trabalhos e informações da área da Psicologia;
  6. atuação inter e multiprofissional sempre que a compreensão dos processos e fenômenos envolvidos assim o recomendar, relacionando-se com o outro de modo a propiciar o desenvolvimento de vínculos interpessoais requeridos na sua atuação profissional;
  7. compromisso com o aprimoramento e a capacitação contínuos, atento ao desenvolvimento da Psicologia enquanto ciência e profissão.

Em consonância com a Resolução nº 5, de 15 de março de 2011 e o Perfil Institucional da Faculdade Santa Lúcia, cuja ênfase recai no desenvolvimento de indivíduos capazes de solucionar problemas, tomar decisões e aprender a aprender, o curso de Graduação em Psicologia a ser ofertado pela IES almeja, ainda:

  1. preparar os acadêmicos para a vida, envolvendo-os na análise de seu contexto numa perspectiva global e crítica, contemplando as diversas dimensões em que ela se desenvolve;
  2. impulsionar a autonomia individual do discente, preparando-o para sua vida profissional, capacitando-o a solucionar/resolver conflitos/problemas e tomar decisões;
  3. orientar para a formação humanista, desenvolvendo a sensibilidade para as reais necessidades da sociedade e dos indivíduos;
  4. formar um profissional que estabeleça relações com seu ambiente, como cidadão e como profissional, no domínio do conhecimento dos fenômenos psicológicos;
  5. propiciar o desenvolvimento da sensibilidade necessária para que o egresso possa solucionar problemas sociais significativos, com competência técnico-científica para gerar soluções;
  6. habilitar o futuro profissional para interagir e produzir em perspectivas multidisciplinares, com o compromisso ético para melhoria das condições da vida humana;
  7. incorporar os conhecimentos às experiências práticas em quadros cada vez mais gerais e integrados.
  8. capacitá-lo para atender demandas de análise, avaliação e intervenção em processos psicológicos e psicossociais;
  9. preparar para que compreenda o campo dos fenômenos e processos psicológicos, considerado em sua pluralidade de objetos, métodos, teorias e técnicas, e de atuar profissionalmente na promoção do desenvolvimento e da saúde psíquica de pessoas, grupos, organizações, comunidades e coletividades;
  10. compromissar o egresso com o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão.

 

Preparados para adquirir consciência de seu papel como cidadãos aptos para entender o mundo no qual vão operar e o sentido de sua ação profissional, os acadêmicos do Curso de Psicologia tornar-se-ão agentes de desenvolvimento social.

A Faculdade Santa Lúcia concebe todos os seus cursos em harmonia com os valores e princípios da Instituição garantindo, desta forma, coerência com a sua Missão, com os seus Objetivos, e com o princípio de contribuir efetivamente para os avanços da sociedade, através da formação de profissionais engajados e competentes.

Para ela, avaliar não é simplesmente atribuir notas visando medir a aquisição de conteúdos. O ato avaliativo visa oferecer elementos pedagógicos para que professores e alunos verifiquem os progressos e as carências na aquisição de habilidades e competências necessárias ao futuro profissional, para o exercício pleno e excelente das prerrogativas profissionais.

Trata-se, então, de superar o simples enfoque da nota, para identificar as estratégias necessárias ao aperfeiçoamento ou redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem em cada etapa da formação, visando a plena realização dos seus objetivos, e o alcance do perfil profissiográfico proposto pelo Curso.

O sistema avaliativo requer como desempenho mínimo o conceito 5,0.

Coordenação

Profa. Dra. Maria Eduarda Silva Leme

Minicurrículo

Psicóloga graduada pela USP, mestre e doutora em Educação pela UNICAMP, especialista em psicologia clínica, tem especialização em deficiência visual e surdez pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Investiga temas relacionados a deficiência, trabalho e reabilitação, na perspectiva histórico-cultural em Psicologia, e é ligada ao Grupo de Pesquisa Pensamento e Linguagem, da Faculdade de Educação da UNICAMP. Atua na área de reabilitação e deficiência, tendo desenvolvido programa de atenção à pessoa com deficiência, e projeto de reabilitação psicossocial e elevação de escolaridade de trabalhadores afastados do trabalho, na Reabilitação Profissional do INSS Campinas. Atuou por anos na elaboração e coordenação técnica de projetos de reabilitação, inclusão escolar e laboral de pessoas com deficiência visual. Participa de trabalho interinstitucional voltado à inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e realiza ações educativas sobre deficiência e trabalho junto à comunidade. É consultora sênior nas áreas de reabilitação profissional, e deficiência e trabalho. Autora do livro Deficiência e o mundo do trabalho: discursos e contradições, pela Editora Autores Associados, 2015.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Autorizado pela Portaria 768, de 29/10/2018. Publicado em 30/10/2018 D.O.U.

Engenharia de Computação

O Curso

A graduação em Engenharia de Computação, busca a formação de profissionais para atuar em processos de automação integrando aspectos relacionados ao desenvolvimento e gerência de projetos de hardware e software. Trabalha nos problemas que envolvem interface computacional, telecomunicação, arquitetura de redes de computadores e dados digitais, incluindo a definição adequada dos softwares a serem utilizados.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 10 semestres

Área de atuação

Os engenheiros de computação poderão trabalhar em diversos setores do mercado de trabalho, ocupando diferentes cargos, tais como: engenheiro ou projetista de hardware, engenheiro de software, engenheiro de redes de computadores e engenheiro ou administrador de sistemas computacionais.

Desenvolver as competências teóricas, aliadas à visão sistêmica, formando assim, profissionais comprometidos com os aspectos tecnológicos da profissão, aptos a desempenharem suas funções com ética, responsabilidade social e compromisso profissional.

São seus objetivos específicos:
I) a abordagem das áreas científicas de matemática, física e química, com vistas a prover os fundamentos da formação tecnológica em Engenharia de Computação;
II) uma visão geral da Engenharia de Computação, que permite ao profissional contextualizar os problemas abordados e situar suas ações, bem como, situar sua formação específica dentre as diferentes áreas desta engenharia;
III) a formação de habilidades específicas do Engenheiro de Computação;
IV) a incorporação de tecnologias da informação e da comunicação, com especial atenção para sua utilização nos processos tecnológicos e de automação; e
V) a formação social e ética do Engenheiro de Computação, a fim de que seja capaz de aliar ciência e tecnologia, propondo meios de intervir na realidade de modo a garantir o desenvolvimento humano.

Considerando as Diretrizes Curriculares dos Cursos de Graduação em Computação CNE/CES nº 136/2012 espera-se que os egressos dos cursos de Engenharia de Computação:

  1. Possuam sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Eletrônica visando à análise e ao projeto de sistemas de computação, incluindo sistemas voltados à automação e controle de processos industriais e comerciais, sistemas e equipamentos de telecomunicações e equipamentos de instrumentação eletrônica;
  2. Conheçam os direitos e propriedades intelectuais inerentes à produção e à utilização de sistema de computação;
  3. Sejam capazes de agir de forma reflexiva na construção de sistemas de computação, compreendendo o seu impacto direto ou indireto sobre as pessoas e a sociedade;
  4. Entendam o contexto social no qual a Engenharia é praticada, bem como, os efeitos dos projetos de Engenharia na sociedade;
  5. Considerem os aspectos econômicos, financeiros, de gestão e de qualidade, associados aos novos produtos e organizações;
  6. 6. Considerem fundamentais a inovação e a criatividade e compreendam as perspectivas de negócios e oportunidades relevantes.

A Faculdade Santa Lúcia projeta, em todos os seus cursos, atividades em harmonia com as suas bases filosóficas e princípios metodológicos, garantindo, desta forma, uma coerência epistemológica com a Missão e os Objetivos Institucionais, assim como com as propostas pedagógicas dos seus cursos.

Avaliar não se resume à mecânica do conceito formal e estatístico; não é, simplesmente, atribuir notas, obrigatórias à decisão de avanço ou retenção em determinada disciplina. Os instrumentos de avaliação, imprescindíveis à verificação do aprendizado efetivamente realizado pelo aluno, devem fornecer subsídios ao trabalho docente, direcionando o esforço empreendido no processo de ensino e aprendizagem de forma a contemplar a melhor abordagem pedagógica e o mais pertinente método didático adequado à disciplina.

Neste contexto, a avaliação, sob o enfoque formativo e de forma contínua, mais do que simples atribuição de um conceito formal (nota), serve à percepção, tanto do professor quanto do aluno, dos progressos e carências de seus respectivos trabalhos, permitindo a aplicação de estratégias de aperfeiçoamento ou de redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem. Uma boa avaliação alimenta os tomadores de decisões com as informações necessárias para escolhas abalizadas, e os professores com um feedback útil para o desenvolvimento de seus trabalhos.

Assim, o sistema de avaliações é norteado pelo Regimento da Faculdade Santa Lúcia, sendo considerado aprovado o discente que obter conceito mínimo de 5,0.

Coordenação

Profª. Ms. Elaine Cristina Valim Trova

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Administração, Profª. Ms. Elaine Valim Trova, possui Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004), possui graduação em Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal (1998), é bacharel em Administração pela Universidade de Franca (2010). Atualmente trabalha em tempo integral como Professora e coordenadora dos cursos de Administração e Sistemas de Informação na Faculdade Santa Lúcia. Possui experiência na área de gestão de projetos de tecnologia da informação, gestão da qualidade e gestão de processos empresariais.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Autorização: Portaria n. 565, de 27/09/2016, publicada no D.O.U. em 28/09/2016.

Engenharia de Produção

O Curso

A graduação de Engenharia da Produção da Faculdade Santa Lúcia, permite que o profissional desenvolva as habilidades necessárias para identificar e solucionar problemas em projetos, operação e gerenciamento de sistemas de produção, considerando aspectos econômicos, sociais e ambientais de forma cooperada em diversas áreas da empresa, na medida em que viabiliza e controla a produção e a logística dos produtos.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 10 semestres

Área de atuação

O engenheiro de produção possui como característica principal a atuação no ambiente produtivo, ou seja, este profissional trabalha para reduzir custos e melhorar a qualidade dos produtos, além de gerenciar a distribuição e a gestão de vários processos no ambiente organizacional. Desta forma, destaca-se como as principais áreas de atuação: Gerência da Produção, Qualidade, Engenharia Econômica, Gestão Econômica, Ergonomia e Segurança do Trabalho, Engenharia do Produto, Pesquisa Operacional, Estratégia e Organizações, Gestão de Tecnologia, Sistemas de Informação e Gestão Ambiental.

Formar profissionais com ética e conhecimentos técnicos para gerenciar a produção, com sólidos conhecimentos de Engenharia, por meio de contínuo aperfeiçoamento dos processos, adequando às necessidades do mercado e da sociedade.

São seus objetivos específicos:
I) a abordagem das áreas científicas de matemática, física e química, com vistas a prover os fundamentos da formação tecnológica em Engenharia de Produção;
II) uma visão geral da Engenharia de Produção, que permite ao profissional contextualizar os problemas abordados e situar suas ações, bem como, situar sua formação específica dentre as diferentes áreas desta engenharia;
III) a formação de habilidades específicas do Engenheiro de Produção;
IV) a incorporação de tecnologias da informação e da comunicação, com especial atenção para sua utilização nos processos produtivos; e
V) a formação social e ética do Engenheiro de Produção, a fim de que seja capaz de aliar ciência e tecnologia, propondo meios de intervir na realidade de modo a garantir o desenvolvimento humano.

Segundo Conselho Nacional De Educação, Resolução CNE/CES (2002), o Curso de Graduação em Engenharia, tem como perfil, a formação do engenheiro com visão generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

A Faculdade Santa Lúcia projeta, em todos os seus cursos, atividades em harmonia com as suas bases filosóficas e princípios metodológicos, garantindo, desta forma, uma coerência epistemológica com a Missão e os Objetivos Institucionais, assim como com as propostas pedagógicas dos seus cursos.

Avaliar não se resume à mecânica do conceito formal e estatístico; não é, simplesmente, atribuir notas, obrigatórias à decisão de avanço ou retenção em determinada disciplina. Os instrumentos de avaliação, imprescindíveis à verificação do aprendizado efetivamente realizado pelo aluno, devem fornecer subsídios ao trabalho docente, direcionando o esforço empreendido no processo de ensino e aprendizagem de forma a contemplar a melhor abordagem pedagógica e o mais pertinente método didático adequado à disciplina.

Neste contexto, a avaliação, sob o enfoque formativo e de forma contínua, mais do que simples atribuição de um conceito formal (nota), serve à percepção, tanto do professor quanto do aluno, dos progressos e carências de seus respectivos trabalhos, permitindo a aplicação de estratégias de aperfeiçoamento ou de redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem. Uma boa avaliação alimenta os tomadores de decisões com as informações necessárias para escolhas abalizadas, e os professores com um feedback útil para o desenvolvimento de seus trabalhos.

Assim, o sistema de avaliações é norteado pelo Regimento da Faculdade Santa Lúcia, sendo considerado aprovado o discente que obter conceito mínimo de 5,0.

Coordenação

Profª. Ms. Elaine Cristina Valim Trova

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Administração, Profª. Ms. Elaine Valim Trova, possui Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004), possui graduação em Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal (1998), é bacharel em Administração pela Universidade de Franca (2010). Atualmente trabalha em tempo integral como Professora e coordenadora dos cursos de Administração e Sistemas de Informação na Faculdade Santa Lúcia. Possui experiência na área de gestão de projetos de tecnologia da informação, gestão da qualidade e gestão de processos empresariais.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Autorização: Portaria n. 563, de 27/09/2016, publicada no D.O.U. em 28/09/2016.

Sistemas de Informação

O Curso

O Curso de Sistemas de Informação atende à demanda por profissionais que buscam trabalhar com desenvolvimento de sistemas, sites, banco de dados, gerenciamento de tecnologia e infraestrutura de telecomunicação, pois administra o fluxo de informações geradas e distribuídas por redes de computadores dentro de uma organização.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 8 semestres

Área de atuação

O bachachel em Sistemas de Informação poderá atuar nas seguintes áreas:

– Desenvolvimento de sistemas de informação. Neste sentido, poderá desempenhar os papéis de analista de sistemas, programador de sistemas, gerente de desenvolvimento de sistemas de informação, gerente de projetos de sistemas de informação, consultor/auditor em desenvolvimento de sistemas de informação, etc.;

– Gerenciamento da infraestrutura de tecnologia da informação. O egresso poderá desempenhar funções como a de analista de suporte, administrador de banco de dados, gerente de redes de computadores, gerente de tecnologia da informação, consultor/auditor na área de infraestrutura etc.;

– Gestão de Sistemas de Informação. O bacharel poderá atuar como gerente de sistemas de informação, consultor/auditor em gestão de sistemas de informação etc.

O curso de Sistemas de Informação visa a formação de profissionais da área de computação e informática capazes de atuar profissionalmente na gestão, no desenvolvimento, no uso e na avaliação de tecnologias aplicadas nas organizações com ênfase na automação de processos. Formar profissionais empreendedores, capazes de projetar, implementar e gerenciar a infraestrutura de rede e de tecnologia de informação, envolvendo computadores, comunicação e dados em sistemas organizacionais.

São seus objetivos específicos:
1. Preparar os acadêmicos para a vida, envolvendo-os na análise de seu contexto numa perspectiva global, contemplando as diversas dimensões em que ela se desenvolve;
2. Desenvolver uma postura pela qual o profissional seja capaz não só de solucionar conflitos, como tornar-se agente da prevenção de sua eclosão;
3. Suprir as necessidades das empresas na área de tecnologia, enfatizando os aspectos práticos, visando a formação de profissionais para a atuação na dimensão da computação e informática;
4. Formar um profissional capaz de adaptar-se às mudanças sociais e a evolução tecnológica;
5. Possibilitar uma constante atualização nas diversas tarefas e qualificações que o mundo do trabalho exigirá.

De acordo com as Diretrizes Curriculares para os cursos de graduação em Computação, levando em consideração a flexibilidade necessária para atender domínios diversificados de aplicação e as vocações institucionais, espera-se que os egressos dos cursos de Sistemas de Informação:

I- Possuam sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Administração visando o desenvolvimento e a gestão de soluções baseadas em tecnologia da informação para os processos de negócio das organizações, de forma que elas atinjam efetivamente seus objetivos estratégicos de negócio;

II- Possam determinar os requisitos, desenvolver, evoluir e administrar os sistemas de informação das organizações, assegurando que elas tenham as informações e os sistemas de que necessitam para prover suporte as suas operações e obter vantagem competitiva;

III- Sejam capazes de inovar, planejar e gerenciar a infraestrutura de tecnologia da informação em organizações, bem como desenvolver e evoluir sistemas de informação para uso em processos organizacionais, departamentais e/ou individuais;

IV- Possam escolher e configurar equipamentos, sistemas e programas para a solução de problemas que envolvam a coleta, processamento e disseminação de informações.

A Faculdade Santa Lúcia projeta, em todos os seus cursos, atividades em harmonia com as suas bases filosóficas e princípios metodológicos, garantindo, desta forma, uma coerência epistemológica com a Missão e os Objetivos Institucionais, assim como com as propostas pedagógicas dos seus cursos.
Avaliar não se resume à mecânica do conceito formal e estatístico; não é, simplesmente, atribuir notas, obrigatórias à decisão de avanço ou retenção em determinada disciplina. Os instrumentos de avaliação, imprescindíveis à verificação do aprendizado efetivamente realizado pelo aluno, devem fornecer subsídios ao trabalho docente, direcionando o esforço empreendido no processo de ensino e aprendizagem de forma a contemplar a melhor abordagem pedagógica e o mais pertinente método didático adequado à disciplina.
Neste contexto, a avaliação, sob o enfoque formativo e de forma contínua, mais do que simples atribuição de um conceito formal (nota), serve à percepção, tanto do professor quanto do aluno, dos progressos e carências de seus respectivos trabalhos, permitindo a aplicação de estratégias de aperfeiçoamento ou de redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem. Uma boa avaliação alimenta os tomadores de decisões com as informações necessárias para escolhas abalizadas, e os professores com um feedback útil para o desenvolvimento de seus trabalhos.
Assim, o sistema de avaliações é norteado pelo Regimento da Faculdade Santa Lúcia, sendo considerado aprovado o discente que obter conceito mínimo de 5,0.

Coordenação

Profª. Ms. Elaine Cristina Valim Trova

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Sistemas de Informação, Profª. Ms. Elaine Valim Trova, possui Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004), possui graduação em Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal (1998), é bacharel em Administração pela Universidade de Franca (2010). Atualmente trabalha em tempo integral como Professora e coordenadora dos cursos de Administração e Sistemas de Informação na Faculdade Santa Lúcia. Possui experiência na área de gestão de projetos de tecnologia da Informação, gestão da qualidade e gestão de processos empresariais.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o reconhecimento  pela Portaria SeRES nº 1.094, de 24/12/2015,  publicada no DOU de 30/12/2015.

Serviço Social

O Curso

O curso forma profissionais para atuação no campo das políticas sociais e públicas com o objetivo de viabilizar os direitos da população nas áreas de saúde, educação, previdência social, habitação, assistência social e esfera do trabalho. Atua na justiça, nas Varas da Infância, Juventude, de Família e nas instituições do sistema penal e de medidas socioeducativas para jovens em conflito com a lei; mas também, prestam assessoria aos movimentos sociais, trabalham em instituições da sociedade civil organizada e empresas privadas.

Modalidade: Bacharelado
Período: Diurno/ Noturno
Duração: 8 semestres

Área de atuação

Os espaços de atuação do profissional assistente social situam-se nas áreas das políticas sociais públicas e privadas, sendo requisitado para o planejamento, a gestão e a execução de políticas, programas, projetos e serviços sociais. Intervém prioritariamente no tripé Assistência, Saúde e Previdência que compõe a Seguridade Social; como também nas áreas de saúde, educação, habitação, meio ambiente, sócio-jurídica, empresarial, movimentos sociais, conselhos setoriais, no ensino e na pesquisa. Atua em serviços sociais destinados aos segmentos populacionais: criança; adolescente; pessoa idosa; mulher; migrante/itinerante; pessoas em situação de rua; pessoa com deficiência; e família.

O Curso tem como objetivo oferecer uma formação de excelência, com uma sólida base teórico-metodológica e ético-política que habilite os (as) futuros (as) profissionais a compreender e intervir nos processos sociais que tecem o cenário da sociedade brasileira, aliando competência profissional a uma atuação disciplinar e interdisciplinar qualificada, observando os compromissos de garantia de direitos sociais e de consolidação da cidadania.

O profissional atua nas expressões da questão social, formulando e implementando propostas para seu enfrentamento, por meio de políticas sociais públicas, empresariais e de organizações da sociedade civil; dotado de formação intelectual e cultural generalista crítica, competente em sua área de desempenho, com capacidade de inserção criativa e propositiva no conjunto das relações sociais e no mercado de trabalho, comprometido com os valores e princípios norteadores do Código de Ética do Assistente Social.

A Faculdade Santa Lúcia concebe todos os seus cursos em harmonia com os valores e princípios da Instituição garantindo, desta forma, coerência com a sua Missão, com os seus Objetivos, e com o princípio de contribuir efetivamente para os avanços da sociedade, através da formação de profissionais engajados e competentes.

Para ela, avaliar não é simplesmente atribuir notas visando medir a aquisição de conteúdos. O ato avaliativo visa oferecer elementos pedagógicos para que professores e alunos verifiquem os progressos e as carências na aquisição de habilidades e competências necessárias ao futuro profissional, para o exercício pleno e excelente das prerrogativas profissionais.

Trata-se, então, de superar o simples enfoque da nota, para identificar as estratégias necessárias ao aperfeiçoamento ou redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem em cada etapa da formação, visando a plena realização dos seus objetivos e o alcance do perfil profissiográfico proposto pelo Curso.

O sistema avaliativo requer como desempenho mínimo o conceito 5,0.

Coordenação

Profª. Drª. Ada Bragion Camolesi

Minicurrículo

A Profª. Drª. Ada Bragion Camolesi possui graduação em Serviço Social – Faculdades Integradas Maria Imaculada (1993), mestrado (1997) e doutorado (2004) em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como coordenadora e docente do curso de Serviço Social da Faculdade Santa Lúcia. É sócia-proprietária da Interfaces: Consultoria e Assessoria Ltda, através da qual presta assessoria e consultoria para organizações públicas e privadas sobre questões da área; capacita equipes profissionais, conselhos municipais e estaduais sobre o Sistema Único de Assistência Social, elaboração de Projetos Sociais, controle social, defesa de direitos e questões afins; elabora diagnósticos; monitora e avalia serviços socioassistenciais; organiza e assessora a realização de pré-conferências e conferências.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o reconhecido pela Portaria nº 821, de 30 de dezembro de 2014, publicada no D.O.U. de 02/01/2015.

Ciências Contábeis

O Curso

O curso de Ciências Contábeis tem como objetivo formar profissionais Contadores capacitados a compreender as questões: científicas, técnicas, sociais, econômicas e financeiras em âmbito nacional e internacional nos diferentes modelos de organização, assegurando o pleno domínio das responsabilidades funcionais envolvendo apurações, auditorias, perícias, arbitragens, controladoria, quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais e noções de atividades atuariais, com a plena utilização de inovações tecnológicas, revelando capacidade crítico-analítica para avaliar as implicações organizacionais com o advento da tecnologia da informação.

Mais especificamente visa preparar os futuros profissionais de Ciências Contábeis com uma formação técnica e habilitação prática, capacitando-os para adicionar valor e aumentar a eficácia das organizações; formar profissionais aptos a desenvolver atividades em qualquer área de atuação das Ciências Contábeis, incluindo planejamento, organização, orientação, preparação e análise das demonstrações contábeis tornando-os capazes de assumir liderança e tomar decisões para atuarem no gerenciamento e desenvolvimento de atividades organizacionais e sociais, em sintonia com a missão institucional e em articulação com a realidade social.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 8 semestres

Área de atuação

O bacharel em Ciências Contábeis poderá exercer funções de planejamento, coordenação e controle e, através do domínio das técnicas, elaborar e analisar as Demonstrações Contábeis de uma empresa. Poderá atuar como Controller, além de poder desempenhar funções nas áreas de Custos, Cargos Administrativos, Auditoria Interna e Externa, Perito Contábil ou até mesmo como responsável pela contabilidade de entidades do setor público. A Faculdade Santa Lúcia procura formar profissionais capazes de assumir liderança e tomar decisões.

O Curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Lúcia tem como objetivo geral preparar contadores capacitados a compreender as questões científicas, técnicas, sociais, econômicas e financeiras nos diversos modelos de organização, assegurando pleno domínio das responsabilidades funcionais envolvendo apurações, auditorias, perícias, arbitragens, domínio atuarial e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais, com plena utilização de inovações tecnológicas, revelando capacidade crítica analítica para avaliar as implicações organizacionais.

 

Os objetivos específicos do curso são:

  1. Preparar os futuros profissionais de Ciências Contábeis com uma formação técnica e habilitação prática, capacitando-os para adicionar valor e aumentar a eficácia das organizações com ética profissional e valores que lhe permitam atuar com dignidade no desenvolvimento sócio Econômico do País;
  2. Formar profissionais de Ciências Contábeis aptos a desenvolver atividades em qualquer área de atuação das Ciências Contábeis, incluindo planejamento, organização, orientação, preparação e análise das demonstrações contábeis;
  3. Formar profissionais capazes de assumir liderança e tomar decisões para atuarem no gerenciamento e desenvolvimento das atividades organizacionais e sociais em sintonia com a missão institucional e realidade social.

Considerando o disposto no Art. 4º da Resolução CNE/CES nº 10 de 16 de dezembro de 2004, o perfil do profissional de contabilidade da Faculdade Santa Lúcia possuirá uma formação técnica, ética, política e científica lhe permita analisar, compreender e demonstrar tecnicamente a real situação patrimonial das organizações, além de uma visão generalista com qualidade e visão estratégica, conscientes de suas funções como cidadãos.

A Faculdade Santa Lúcia concebe todos os seus cursos em harmonia com os valores e princípios da Instituição garantindo, desta forma, coerência com a sua Missão, com os seus Objetivos, e com o princípio de contribuir efetivamente para os avanços da sociedade, através da formação de profissionais engajados e competentes.
Para ela, avaliar não é simplesmente atribuir notas visando medir a aquisição de conteúdos. O ato avaliativo visa oferecer elementos pedagógicos para que professores e alunos verifiquem os progressos e as carências na aquisição de habilidades e competências necessárias ao futuro profissional, para o exercício pleno e excelente das prerrogativas profissionais.
Trata-se, então, de superar o simples enfoque da nota, para identificar as estratégias necessárias ao aperfeiçoamento ou redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem em cada etapa da formação, visando a plena realização dos seus objetivos, e o alcance do perfil profissiográfico proposto pelo Curso.
O sistema avaliativo requer como desempenho mínimo o conceito 5,0.

Coordenação

Profª. Ms. Adriana Maria Domingues Jacinto

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Ciências Contábeis Profª. Ms. Adriana Maria Domingues Jacinto possui Mestrado em Controladoria e Contabilidade Estratégica pelo Centro Universitário Álvares Penteado – UNIFECAP (2005). É especialista em Consultoria Contábil e Financeira pelo Centro Universitário Sant’Anna- UNI-SANT’ANNA (1995) sendo bacharel em Ciências Contábeis e em Administração pela Faculdade de Administração e Economia de São João da Boa Vista. Atualmente trabalha em tempo integral como contadora, coordenadora e professora da Faculdade Santa Lúcia. Tem experiência na área de Contabilidade e Gestão Empresarial.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o reconhecimento pela Portaria SeRES nº 705  de 18/12/2013,  publicada no D.O.U 19/12/2013.

Direito

O Curso

O curso de Direito fornece ferramentas para que o aluno possa entender a organização da sociedade e do Estado, interpretar as leis, bem como aplicá-las. Além disso, desenvolve a prática jurídica, capacitando-o a ser um operador do Direito.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 10 semestres

Área de atuação

O bacharel em Direito poderá, após aprovação no Exame de Ordem, exercer a advocacia para atuar na defesa de interesses privados (particulares), públicos ou difusos e coletivos (meio ambiente, consumidor, criança ou idoso).

Também poderá seguir carreira jurídica pública, após aprovação em concurso, como por exemplo, Delegado de Polícia, Procurador, Defensor Público,

Promotor de Justiça e Juiz de Direito. O profissional da área jurídica busca a realização da justiça e a pacificação dos conflitos sociais.

São seus objetivos específicos:
I. preparar os acadêmicos para a vida, envolvendo-os na análise de seu contexto numa perspectiva global, contemplando as diversas dimensões em que ela se desenvolve;
II. orientar para a formação humanista, desenvolvendo a sensibilidade para as reais necessidades da sociedade em geral e do ser humano em particular, de forma que o profissional possa atuar em consonância com a pauta axiológica da sociedade, aprimorando-a;
III. desenvolver uma postura pela qual o operador do direito seja capaz não só de solucionar conflitos, como se tornar agente da prevenção de sua eclosão por meio da educação para o exercício pleno da cidadania e, com isso, contribuir para a concretização do ideal de justiça, pela consecução da paz social e do bem comum.
IV. propiciar a compreensão do direito como fenômeno social, cuja linguagem se firma nos fatos a fim de obter a causa e o fim;
V. Estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico;
VI. preceder, pela pesquisa e pela criatividade reflexiva, o processo de elaboração jurídica;
VII. habilitar o estudante para operar o direito efetivamente praticado na sociedade e nos tribunais, por meio da reflexão crítica e do raciocínio;
VIII. incorporar os conhecimentos às experiências práticas em quadros cada vez mais gerais e integrados.
IX. demonstrar que o conflito não é a solução mais adequada para solução de problemas, enfatizando a conciliação para solução dos mesmos.

De acordo com o Art. 4º, da Resolução 09/2004 – CNE, o curso de graduação em Direito deverá possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes habilidades e competências
I – leitura, compreensão e elaboração de textos, atos e documentos jurídicos ou normativos, com a devida utilização das normas técnico-jurídicas;
II – interpretação e aplicação do Direito;
III – pesquisa e utilização da legislação, da jurisprudência, da doutrina e de outras fontes do Direito;
IV – adequada atuação técnico-jurídica, em diferentes instâncias, administrativas ou judiciais, com a devida utilização de processos, atos e procedimentos;
V – correta utilização da terminologia jurídica;
VI – utilização de raciocínio jurídico, de argumentação, de persuasão e de reflexão crítica;
VII – julgamento e tomada de decisões; domínio de tecnologias e métodos para permanente compreensão e aplicação do Direito.

A Faculdade Santa Lúcia concebe todos os seus cursos em harmonia com os valores e princípios da Instituição garantindo, desta forma, coerência com a sua Missão, com os seus Objetivos, e com o princípio de contribuir efetivamente para os avanços da sociedade, através da formação de profissionais engajados e competentes.

Para ela, avaliar não é simplesmente atribuir notas visando medir a aquisição de conteúdos. O ato avaliativo visa oferecer elementos pedagógicos para que professores e alunos verifiquem os progressos e as carências na aquisição de habilidades e competências necessárias ao futuro profissional, para o exercício pleno e excelente das prerrogativas profissionais.

Trata-se, então, de superar o simples enfoque da nota, para identificar as estratégias necessárias ao aperfeiçoamento ou redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem em cada etapa da formação, visando a plena realização dos seus objetivos, e o alcance do perfil profissiográfico proposto pelo Curso.

O sistema avaliativo requer como desempenho mínimo o conceito 5,0.

Coordenação

Prof. Ms. Dairson Mendes de Souza

Minicurrículo

O Coordenador do Curso de Direito, Prof. Ms. Dairson Mendes de Souza, possui graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1997) e mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). É professor do Curso de Direito da Faculdade Santa Lúcia desde 2005 e Coordenador do Curso desde 2009. É o advogado responsável pelo Escritório Aplicado de Assistência Judiciária do Curso de Direito desde 2005. Possui experiência como advogado nas áreas de direito de família e direito do consumidor.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o Reconhecimento pela Portaria SeRES nº 537, 23/09/2016 ,
D.O.U. 26/09/2016.

Infraestrutura – Administração

Infraestrutura – Administração

[Not a valid template]

Administração – Corpo Docente

Administração- Corpo Docente

Professores Titulação Currículo Lattes
Professor Títulos

Administração

O Curso

A graduação em Administração estuda a gestão dos processos organizacionais indiferente do ramo de atividade da empresa. É um curso voltado às pessoas que estão em busca de atividades que envolvam gerenciamento, criatividade e empreendedorismo, pois o bacharel em Administração poderá desenvolver atividades de Planejamento, Organização, Direção e Controle em empresas públicas e privadas. O profissional formado em Administração poderá atuar como: gerente, consultor e coordenador nas diversas áreas de uma organização.

Modalidade: Bacharelado
Período: Diurno/ Noturno
Duração: 8 semestres

Área de atuação

O bacharel em Administração poderá realizar a elaboração de pareceres, relatórios, planos, projetos, arbitragens e laudos, em que se exija a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de organização; pesquisas, estudos, análises, interpretação, planejamento, implantação, coordenação e controle dos trabalhos nos campos de administração geral, como administração e seleção de pessoal, organização, análise, métodos e programas de trabalho, orçamento, administração de material e financeira, administração mercadológica, administração de produção, relações industriais, bem como outros campos em que estes se desdobrem ou com os quais sejam conexos.

Investindo num modelo de formação diferenciado pela qualidade, o Curso de Administração da Faculdade Santa Lúcia tem como objetivo geral oferecer ao mercado profissionais preparados para gerar e gerir conhecimento, e para atender às demandas do mundo contemporâneo no que diz respeito às múltiplas culturas, ao uso da tecnologia, ao desenvolvimento de habilidades relativas ao trabalho, à humanização da ciência e à sua aplicação consciente e socialmente responsável.
Os objetivos específicos do curso são:
– Preparar os acadêmicos para a vida, envolvendo-os na análise de seu contexto numa perspectiva global, contemplando as diversas dimensões em que ela se desenvolve;
– Orientar para a formação humanista, desenvolvendo a sensibilidade para as reais necessidades da sociedade em geral e do ser humano em particular, de forma que o profissional possa atuar em consonância com a sociedade, aprimorando-a;
– Desenvolver uma postura pela qual o profissional seja capaz não só de solucionar conflitos, como tornar-se agente da prevenção;
– Atender às necessidades do mercado – empresas e entidades privadas ou públicas – formando profissionais aptos a executar atividades administrativas e assumir cargos de gerência nas diversas áreas de formação específica do Curso de Administração.

De acordo com o Art. 3º, da Resolução CNE/CES 04 de 13 de junho DE 2005, o Curso de Graduação em Administração deve ensejar, como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas da produção e de seu gerenciamento, observados níveis graduais do processo de tomada de decisão, bem como para desenvolver gerenciamento qualitativo e adequado, revelando a assimilação de novas informações e apresentando flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de situações diversas, presentes ou emergentes, nos vários segmentos do campo de atuação do administrador.

A Faculdade Santa Lúcia concebe todos os seus cursos em harmonia com os valores e princípios da Instituição garantindo, desta forma, coerência com a sua Missão, com os seus Objetivos, e com o princípio de contribuir efetivamente para os avanços da sociedade, através da formação de profissionais engajados e competentes.
Para ela, avaliar não é simplesmente atribuir notas visando medir a aquisição de conteúdos. O ato avaliativo visa oferecer elementos pedagógicos para que professores e alunos verifiquem os progressos e as carências na aquisição de habilidades e competências necessárias ao futuro profissional, para o exercício pleno e excelente das prerrogativas profissionais.
Trata-se, então, de superar o simples enfoque da nota, para identificar as estratégias necessárias ao aperfeiçoamento ou redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem em cada etapa da formação, visando a plena realização dos seus objetivos, e o alcance do perfil profissiográfico proposto pelo Curso.
O sistema avaliativo requer como desempenho mínimo o conceito 5,0.

Coordenação

Profª. Ms. Elaine Cristina Valim Trova

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Administração, Profª. Ms. Elaine Valim Trova, possui Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004), possui graduação em Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal (1998), é bacharel em Administração pela Universidade de Franca (2010). Atualmente trabalha em tempo integral como Professora e coordenadora dos cursos de Administração e Sistemas de Informação na Faculdade Santa Lúcia. Possui experiência na área de gestão de projetos de tecnologia da informação, gestão da qualidade e gestão de processos empresariais.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o reconhecimento pela Portaria SeRES nº 705  de 18/12/2013,  publicada no D.O.U 19/12/2013.