O Curso

O Curso de Sistemas de Informação atende à demanda por profissionais que buscam trabalhar com desenvolvimento de sistemas, sites, banco de dados, gerenciamento de tecnologia e infraestrutura de telecomunicação, pois administra o fluxo de informações geradas e distribuídas por redes de computadores dentro de uma organização.

Modalidade: Bacharelado
Período: Noturno
Duração: 8 semestres

Área de atuação

O bachachel em Sistemas de Informação poderá atuar nas seguintes áreas:

- Desenvolvimento de sistemas de informação. Neste sentido, poderá desempenhar os papéis de analista de sistemas, programador de sistemas, gerente de desenvolvimento de sistemas de informação, gerente de projetos de sistemas de informação, consultor/auditor em desenvolvimento de sistemas de informação, etc.;

- Gerenciamento da infraestrutura de tecnologia da informação. O egresso poderá desempenhar funções como a de analista de suporte, administrador de banco de dados, gerente de redes de computadores, gerente de tecnologia da informação, consultor/auditor na área de infraestrutura etc.;

- Gestão de Sistemas de Informação. O bacharel poderá atuar como gerente de sistemas de informação, consultor/auditor em gestão de sistemas de informação etc.

O curso de Sistemas de Informação visa a formação de profissionais da área de computação e informática capazes de atuar profissionalmente na gestão, no desenvolvimento, no uso e na avaliação de tecnologias aplicadas nas organizações com ênfase na automação de processos. Formar profissionais empreendedores, capazes de projetar, implementar e gerenciar a infraestrutura de rede e de tecnologia de informação, envolvendo computadores, comunicação e dados em sistemas organizacionais.

São seus objetivos específicos:
1. Preparar os acadêmicos para a vida, envolvendo-os na análise de seu contexto numa perspectiva global, contemplando as diversas dimensões em que ela se desenvolve;
2. Desenvolver uma postura pela qual o profissional seja capaz não só de solucionar conflitos, como tornar-se agente da prevenção de sua eclosão;
3. Suprir as necessidades das empresas na área de tecnologia, enfatizando os aspectos práticos, visando a formação de profissionais para a atuação na dimensão da computação e informática;
4. Formar um profissional capaz de adaptar-se às mudanças sociais e a evolução tecnológica;
5. Possibilitar uma constante atualização nas diversas tarefas e qualificações que o mundo do trabalho exigirá.

De acordo com as Diretrizes Curriculares para os cursos de graduação em Computação, levando em consideração a flexibilidade necessária para atender domínios diversificados de aplicação e as vocações institucionais, espera-se que os egressos dos cursos de Sistemas de Informação:

I- Possuam sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Administração visando o desenvolvimento e a gestão de soluções baseadas em tecnologia da informação para os processos de negócio das organizações, de forma que elas atinjam efetivamente seus objetivos estratégicos de negócio;

II- Possam determinar os requisitos, desenvolver, evoluir e administrar os sistemas de informação das organizações, assegurando que elas tenham as informações e os sistemas de que necessitam para prover suporte as suas operações e obter vantagem competitiva;

III- Sejam capazes de inovar, planejar e gerenciar a infraestrutura de tecnologia da informação em organizações, bem como desenvolver e evoluir sistemas de informação para uso em processos organizacionais, departamentais e/ou individuais;

IV- Possam escolher e configurar equipamentos, sistemas e programas para a solução de problemas que envolvam a coleta, processamento e disseminação de informações.

A Faculdade Santa Lúcia projeta, em todos os seus cursos, atividades em harmonia com as suas bases filosóficas e princípios metodológicos, garantindo, desta forma, uma coerência epistemológica com a Missão e os Objetivos Institucionais, assim como com as propostas pedagógicas dos seus cursos.
Avaliar não se resume à mecânica do conceito formal e estatístico; não é, simplesmente, atribuir notas, obrigatórias à decisão de avanço ou retenção em determinada disciplina. Os instrumentos de avaliação, imprescindíveis à verificação do aprendizado efetivamente realizado pelo aluno, devem fornecer subsídios ao trabalho docente, direcionando o esforço empreendido no processo de ensino e aprendizagem de forma a contemplar a melhor abordagem pedagógica e o mais pertinente método didático adequado à disciplina.
Neste contexto, a avaliação, sob o enfoque formativo e de forma contínua, mais do que simples atribuição de um conceito formal (nota), serve à percepção, tanto do professor quanto do aluno, dos progressos e carências de seus respectivos trabalhos, permitindo a aplicação de estratégias de aperfeiçoamento ou de redirecionamento do processo de ensino-aprendizagem. Uma boa avaliação alimenta os tomadores de decisões com as informações necessárias para escolhas abalizadas, e os professores com um feedback útil para o desenvolvimento de seus trabalhos.
Assim, o sistema de avaliações é norteado pelo Regimento da Faculdade Santa Lúcia, sendo considerado aprovado o discente que obter conceito mínimo de 5,0.

sistemas_de_informacao (1)
sistemas_de_informacao (2)

Coordenação

Profª. Ms. Elaine Cristina Valim Trova

coordenador_elaine

Minicurrículo

A coordenadora do curso de Sistemas de Informação, Profª. Ms. Elaine Valim Trova, possui Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004), possui graduação em Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal (1998), é bacharel em Administração pela Universidade de Franca (2010). Atualmente trabalha em tempo integral como Professora e coordenadora dos cursos de Administração e Sistemas de Informação na Faculdade Santa Lúcia. Possui experiência na área de gestão de projetos de tecnologia da Informação, gestão da qualidade e gestão de processos empresariais.

Envie mensagem

Nome: *

E-mail: *

Cidade: *

Telefone:

Celular:

Assunto: *

Mensagem: *

Favor preencher todos os campos que estão marcados com *

Renovado o reconhecimento  pela Portaria SeRES nº 1.094, de 24/12/2015,  publicada no DOU de 30/12/2015.